Confiança e Sergipe empatam no primeiro clássico do ano

Confusão nas bilheterias, tensão, excesso de cerimônia e provocações. Este domingo, 31, foi mesmo um típico dia de Confiança e Sergipe. Pela terceira rodada do estadual, as duas equipes se encontraram pela primeira vez este ano no estádio Lourival Baptista e não decepcionaram: 1 a 1 no placar final – resultado mais comemorado pelo Confiança, que encerrou o jogo com um jogador a menos.

Com o resultado, o Dragão continua na liderança da tabela com sete pontos. Já o Sergipe, que tem um jogo a menos, é o terceiro e soma quatro pontos. Na próxima rodada, na quarta-feira, 3, o Confiança recebe o Boca Júnior no Batistão. Já o Sergipe joga contra o Guarany na quinta-feira, 4, para cumprir jogo da segunda rodada – e também no Batistão.

O jogo

A partida começou do jeito que todos esperavam: nervosa. E quem deu o primeiro cartão de visita foi o Sergipe: aos dois minutos, Mateus mandou uma bomba pra fora. Aos 4, o goleiro alvirrubro Rafael Córdova driblou Danilo Bala de letra na pequena área e fez a torcida colorada gelar. E a partir daí, um personagem se destacou na partida: Bruno Iotti. Livre e ofensivo, o camisa 10 colorado fez o que quis e chegou à área azulina por diversas vezes – e em todas com perigo. Em outras, Marcinho Beija-Flor desperdiçava bolas açucaradas. Até que, no últimos minutos do primeiro tempo, deram a ele uma bola parada: um pênalti.

Aos 43, após cruzamento da esquerda, a bola tocou em Izaldo na área. O juiz Claudio Francisco viu mão na bola e deu penalidade máxima. Após todas as polêmicas, Marcinho Beija-Flor cobrou firme e converteu: Sergipe 1 a 0. A comemoração, no entanto, não durou muito – e o responsável foi Leandro Kível, que havia entrado no lugar de Warley, machucado, e ainda negocia sua saída do Confiança. Aos 48, após cruzamento rasteiro de Caique, Kível se antecipou à marcação e bateu rasteiro no canto de Rafael Córdova: 1 a 1.

Já o início do segundo tempo parecia refletir o ganho de ânimo do Confiança após o empate. Nos primeiros dez minutos, não se viu outra coisa a não ser o Dragão em cima. Logo aos 3, após cruzamento de Caíque, Kível quase decretou a virada. Aos 11, o Sergipe chegou a ter um gol anulado por impedimento de Bruno Iotti. E aos 19, Kível finalizou um contra-ataque com um chute de primeira que saiu com perigo.

Sete minutos depois, surgiu o lance que definiu a postura defensiva do Confiança a partir dali: expulsão de Eron após falta dura em Rafael Vila. Com um a menos, o time azulino passou a se segurar – e sofreu para isso. Aos 41, Rafael Vila chutou firme e exigiu do goleiro Rafael Sandes. Aos 43, Bruno Iotti tentou marcar de cobertura – mas a bola saiu. No último lance da partida, o Confiança ganhou uma falta perigosa na entrada da área – mas a chance foi desperdiçada por cima do gol. E o clássico ficou sem vencedores.

FICHA TÉCNICA
Confiança 1 x 1 Sergipe
Gols: Marcinho Beija-Flor (44’ 1t), Leandro Kível (48’ 1t)

CONFIANÇA
Rafael Sandes, Caique, Valdo, Eron, Elielton, Izaldo, Éverton, Flávio, Warley (Leandro Kível), Wallace PE (Bibi), Danilo Bala (Lucas)

SERGIPE
Rafael Córdova, Rafael Villa, Maicon, Rodrigo Sabiá, Mateus, Ayrton, Iannick (Jailson), Welton (Carlos Henrique), Vitor Palito (Márcio Santos), Bruno Iotti, Marcinho Beija-Flor

Cartões amarelos: Valdo, Eron, Flávio, Carlos Henrique
Cartão Vermelho: Eron
Público pagante: 8668
Renda: R$ 163.732

Infonet