Hackers estão pedindo dinheiro emprestado através do Facebook

Não é de agora que este tipo de crime é praticado pelas redes sociais, porém nos últimos tempos aumentou o número de relatos de pessoas conhecidas que por pouco não caíram no golpe.

Você recebe uma mensagem de um amigo via inbox (bate-papo) do Facebook e lá está depois de um argumento comovente, um pedido de empréstimo de grana, com número de conta etc.
A quantia em dinheiro geralmente não tão alta. A desculpa é que a conta do banco foi bloqueada e que o "seu amigo" precisa do dinheiro, que supostamente será pago nos dias seguintes.

Um servidor público de Lagarto disse que foi surpreendido nesta quinta-feira (3) por uma ligação de um amigo que queria confirmar se partiu dele um pedido de ajuda financeira "urgente" via bate-papo.

"Um hacker invadiu minha conta e se passando por mim e enviou a mesma mensagem para vários contatos meus. Ainda bem que um deles estranhou e ligou para se certificar que não era eu quem estava pedindo. Ciente do caso, imediatamente enviei mensagens em massa para todos os meus amigos explicando o que estava acontecendo e tratei de alterar minha senha", contou a vítima.

De R$ 100 em R$ 100 os hackers acumulam milhões em questão de dias.

Como eles conseguem

O departamento crimes cibernéticos da Policial Civil explica que o golpe tem uma sequência. 
Primeiro os criminosos invadem o perfil e alteram a senha e o email de login, para evitar que a vítima tente reaver a senha de acesso. "Os atacantes usam programas que forçam a quebra da senha. Sabendo o seu login, o programa vai tentar todas as senhas possíveis até conseguir, por isso, é importante senhas com letras e números, o que dificulta a ação deste programa", explica o agente Moisés Cassanti do site crimes pela internet.

Cuidado com coisinhas interessantes que você compartilhou...

No entanto, alguns links que são compartilhados por amigos com brincadeiras como "saiba qual vai ser o ano da sua morte" e "qual filme romântico resume a sua vida" ou " com que famoso você se parece" quando clicados, instalam dispositivos que conseguem copiar a senha digitada pelo usuário.


Estes programas são instalados quando se abre um e-mail desconhecido ou mesmo através das redes sociais, clicando em alguma imagem ou aplicativo malicioso", alerta a polícia.

Previna-se

Para saber se sua conta foi invadida, acesse as configurações e clique na opção "segurança". Na caixa ao lado, escolha "configurações de segurança", depois "seus navegadores e aplicativos" e então "onde você está conectado". Depois disso, será possível ver as datas dos seus acessos, os tipos de dispositivos e o locais.

Se você notar algum local ou navegador que não correspondem com os seus, possivelmente sua conta está sendo utilizada por outra pessoa. Neste caso altere sua senha imediatamente.

Com infromaçoes do www.crimespelainternet.com.br