Operação no sertão sergipano resulta em três mortes e duas prisões

Agentes do Complexo de Operações Policiais Especiais da Polícia Civil (Cope), coordenados pelo delegado João Eloi, desencadearam na noite dessa segunda-feira, 07, uma operação no município de Poço Redondo que resultou na desarticulação de uma quadrilha responsável por promover diversos arrombamentos a caixas eletrônicos de Sergipe e de outros estados.

Em entrevista coletiva concedida na tarde desta terça-feira, 08, na sede do Cope, o delegado Cristiano Barreto apresentou os detalhes da operação realizada no Povoado Santa Rosa do Ermírio, zona rural de Poço Redondo, que culminou na morte dos três líderes do grupo, além da prisão de Luís Carlos Soares dos Santos, 29 anos e Cícero Bruno da Silva Menezes, 35 anos, também integrantes da quadrilha.

"Ontem, após investigações, efetuamos diligências até o local onde a quadrilha estaria refugiada. Após dada a voz de prisão, os policiais foram recebidos a tiros, dando início ao confronto que resultou na morte dos três indivíduos acusados de serem os líderes da quadrilha e na prisão de Luís Carlos e Bruno, que se entregaram sem oferecer resistência", explicou Cristiano Barreto. No local, a polícia apreendeu sete armas de fogo tipo pistolas, bananas de dinamite, balaclavas, luvas e coletes balísticos.

Segundo o delegado-geral da Polícia Civil, Alessandro Vieira, a organização criminosa é responsável por promover sete roubos a instituições bancárias com a utilização de explosivos, inclusive dois deles registrados nos últimos 15 dias nas cidades de Carira e Poço Verde. "No depoimento dos presos, concluímos que existem dois indivíduos pertencentes à quadrilha que estão foragidos. As nossas equipes já estão realizando diligências e a qualquer momento poderemos ter mais novidades", concluiu.


Com informações da SSP