Estanciano larga na frente, mas cede empate nos acréscimos para o Paraná

Seria um resultado histórico no Estádio Francão, em Estância. O Estanciano jogou pela primeira vez a Copa do Brasil e quase venceu um time tradicional do país. Com gol de Gabriel no primeiro tempo, os sergipanos comemoravam até aos 48 minutos do segundo tempo, quando Zé Roberto aproveitou um rebote e deixou tudo igual para o Paraná.

As duas equipes voltam a se enfrentar no dia 21 de abril, em Curitiba. Um empate sem gols classifica os paranaenses. Empate com dois ou mais gols, os sergipanos. Um novo 1 a 1 leva a decisão para os pênaltis. Quem vencer, avança.

O classificado vai encarar o vencedor do duelo entre Chapecoense e Princesa dos Solimões. Antes, o Estanciano enfrenta o Boca Júnior neste domingo pelo Campeonato Sergipano. No mesmo dia o Paraná recebe o Foz do Iguaçu neste domingo, pelo Paranaense.

No início do primeiro tempo, o Estanciano mostrou contra o Paraná um futebol que ainda não tinha apresentado no Campeonato Sergipano. Em casa, o Canarinho até deixou o Paraná controlar a posse de bola. Lento, os visitantes erraram muitos passes e deixaram o time de Estância pronto para os contra-ataques. Foi assim que Júnior Mandacaru exigiu grandes defesas do goleiro Marcos. 

Mas o camisa 1 do Tricolor nada pode fazer no chute de fora da área de Gabriel. Segundo o artilheiro, era para ser um cruzamento, mas a bola desviou na marcação e foi na gaveta. O Paraná tentou reagir, mas na única vez que assustou, Jerfesson mostrou reflexo e evitou o empate.

Após intervalo os visitantes voltaram mais agressivos, mas os donos da casa continuaram bem na marcação e nos contra-ataques assustaram mais, principalmente com Júnior Mandacaru. Nos minutos finais o preparo físico do time sergipano pesou e Zé Roberto aproveitou o rebote para deixar tudo igual.

Globo Esporte / SE