ABC arranca empate do Confiança no Batistão e se mantém próximo ao G-4

O domingo do Dia dos Pais foi de festa apenas para a torcida do ABC. O Mais Querido foi ao Estádio Batistão, em Aracaju, e arrancou um empate em 1 a 1 com o Confiança. A partida começou com o Dragão Azulino saindo na frente do placar, aos 25 minutos do primeiro, com o atacante Thiago Silvy. O empate abecedista aconteceu aos sete minutos do segundo tempo, com o atacante Jones Carioca, que marcou seu sétimo gol na Série C do Campeonato Brasileiro. Com o resultado, o clube potiguar permaneceu na quinta posição, agora com 19 pontos. O Proletário, que não vence há três rodadas, continua na oitava colocação, com 13 pontos.

Na próxima rodada, o ABC joga em casa, no Estádio Frasqueirão, contra o líder Fortaleza. O jogo está marcado para o sábado, dia 20 de agosto, às 20h. O Confiança volta a campo na segunda-feira, dia 22, contra o Remo. A partida será no Estádio Mangueirão, às 19h15.

O jogo

O ABC teve muitas complicações durante a semana para escalar o time e, no último instante, o técnico Geninho perdeu o zagueiro Tiago Sala, vetado pelo departamento médico. Cleiton assumiu a posição ao lado de Léo Fortunato. Apesar disso, o Mais Querido chegou com perigo no ataque com o experiente meia Lúcio Flávio, ao acertar a trave do goleiro Belliato. 

Nas arquibancadas, apenas 3.414 torcedores foram ao estádio e o time da casa sentiu a falta da torcida. No entanto, o Proletário conseguiu responder as investidas adversárias e, aos 25 minutos, o atacante Thiago Silvy abriu o placar no Batistão, após um lance de oportunismo depois de uma cobrança do escanteio, que contou ainda com um desvio mal feito da zaga alvinegra.

Na etapa final, a postura do ABC foi totalmente diferente e a equipe potiguar dominou as ações na partidas. Logo aos sete minutos, a defesa do Confiança parou à espera da marcação de um impedimento, mas o árbitro carioca Philip Georg Bennett manda seguir o lance e o Jones Carioca, sozinho, bateu de perna direita para empatar a partida. 

O Dragão Azulino teve uma grande oportunidade para marcar o segundo gol com Hudson, que cabeceou uma bola pela esquerda e que passou muito próximo da trave. O goleiro Jota sequer foi no lance e apenas observou a jogada. Aos 42 minutos do segundo tempo, o atacante Caio Mancha recebeu na entrada da área e chutou forte. Belliato fez uma grande defesa e mandou a bola para escanteio. Com muitas substituições e atendimentos médicos, a arbitragem deu oito minutos de acréscimos, mas os jogadores já apresentavam um desgaste físico muito grande e o jogo terminou mesmo empatado em 1 a 1.

Globo Esporte / SE