TSE pode acabar com PT, PMDB e PP

O presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), Gilmar Mendes, autorizou o andamento das investigações contra o PMDB e o PP, atendendo pedido feito pela corregedora-geral da Justiça Eleitora, ministra Maria Thereza de Assis Moura. Há poucos dias o ministro havia pedido a abertura deinvestigação sobre o PT. Se a suspeita for comprovada, ambos os partidos podem ter os registros cassados.

As denúncias tomam como base as investigações da Operação Lava Jato. De acordo com a decisão da ministra sobre o PMDB e o PP, “a análise preliminar da volumosa documentação denota a existência de fatos graves a exigir a devida apuração”. Entre as informações enviadas pelo juiz Sérgio Moro há o depoimento do investigado na Lava Jato, Paulo Roberto Costa, que confirma o repasse de valores aos dois partidos por meio de empreiteiras que mantinham contrato com a Petrobras.

A corregedora-geral eleitoral ressaltou que são fatos graves que demonstram completa distorção no sistema da democracia representativa. “Uma vez comprovadas tais condutas, estaríamos diante da prática de crimes visando a conquista do poder e/ou sua manutenção, nada muito diferente, portanto, dos períodos bárbaros em que crimes também eram praticados para se atingir o poder. A mera mudança da espécie criminosa não altera a barbaridade da situação”, enfatizou a relatora.