Festival de Arte de Tobias Barreto começa na sexta, 21

O município de Tobias Barreto está em contagem regressiva para realização do VII TobiArte, que acontece de 21 a 23 de outubro. O Festival de Arte de Tobias Barreto é uma ação da Prefeitura Municipal de Tobias Barreto, por meio da Secretaria de Cultura e Juventude. Nessa edição, além da programação tradicional com grupos de teatro de várias regiões de Sergipe, o festival homenageia nomes fundamentais para consolidação do TobiArte como referência na cena teatral sergipana, e celebra 107 anos de emancipação política.

A programação acontece em diversos pontos do município, como o casarão que abriga a Secretaria Municipal de Cultura, onde a Cia. Stultífera Navis, de Aracaju, encena, desde 2011, o premiado “Cabaré dos Insensatos”. Esta peça é um dos momentos mais esperados do festival, tornou-se um clássico do TobiArte pelo sucesso. A Praça do Cruzeiro vira palco da maior parte das apresentações do festival e recebe na sexta, 21, na abertura oficial, a Lira Musical N. Senhora Imperatriz dos Campos de Tobias Barreto.

“Nessas sete edições do festival houve o desenvolvimento para a cultura não só do município de Tobias Barreto, mas para a cultura do Estado. OTobiarte é um evento que agrega muitos municípios, preza pelo artista sergipano na sua essência – desde o teatro de Poço Redondo, o teatro de Estância, a dança sergipana, o folclore sergipano na sua essência – e apresenta a cidade de Tobias Barreto para Sergipe através da cultura”, destaca o secretário de Cultura de Tobias Barreto, Josenilson Bispo dos Santos.

Grupos de arte cênica, dança e folclore de Aracaju, Estância e Poço Redondo integram a programação apresentada aos habitantes e visitantes da cidade a 120 km de Aracaju, no centro-sul de Sergipe. As escolas públicas e particulares de Tobias Barreto levam suas apresentações culturais, produzidas durante meses e na noite de encerramento, a Praça do Cruzeiro recebe “A Peleja de Leandro na Trilha do Cordel” do grupo de teatro de rua mais antigo do país, o Imbuaça. “A população tobiense criou uma identificação muito grande com o TobiArte. Esse festival não teria sentido sem a participação popular. Ele poderia ser maravilhoso em suas apresentações e na diversidade cultural, mas se não tivesse a presença do público não teria sentido. Estamos muito felizes porque percebemos que o público o aceitou de forma, eu diria, avassaladora”, ressalta o secretário de Cultura.

Ascom TobiArte