Valadares diz que JB disputará o Senado: "só se aposenta da política se tiver medo de perder a eleição"

O governador Jackson Barreto não esconde a sua postura arrogante e autoritária. Parece que o poder lhe subiu à cabeça. Não satisfeito em controlar com mão de ferro seus aliados com ameaças e pressões de toda ordem, agora pretende exercer permanente vigilância sobre o comportamento da oposição em relação ao seu governo. 

O governador declara que se os seus adversários se comportarem mal, ele pode repensar o que disse e se lançar candidato a senador. Entendo que para os que como eu, estão nas hostes oposicionistas, essa pretensiosa declaração do governador não terá o mínimo impacto sobre o nosso posicionamento. Não recuaremos um milímetro em relação à apreciação negativa que fazemos de seu desastrado governo.

Agora vamos ao sonho de sua vida: sentar na cadeira de senador como culminância de sua carreira política. Quem acredita na palavra de JB, que disse mil vezes que não mais será candidato e que vai se aposentar da política após o término do mandato de governador? Só um neófito em política acredita. 

Na verdade, JB é candidato. Só não o será se o nível de impopularidade de seu governo continuar baixo, como é hoje, na casa dos 70%. Além disso, é muito cedo pra cuidar disso. Por enquanto, ele apenas quer ganhar tempo pra se recuperar e evitar pressões. Acho melhor cuidar da administração a qual precisa mais do que nunca de dedicação e dinamismo, ações que, em demasia, faltam ao seu governo. Em tempos difíceis, menos política e mais trabalho, é o que o povo exige de seus governantes.

Sugiro que régua do governador de medição do "mal comportamento" de adversários seja guardada para sempre no armário das inutilidades. Não estamos nem aí para suas falas e diatribes, na tentativa de moldar a nossa conduta e a legitimidade de nossas críticas. 

Por fim, digo sem medo de errar, Jackson Barreto só se aposenta da política se tiver medo de perder a eleição. Quem viver, verá.

Senador da República