Beneficiários do Bolsa Família podem ter doado a políticos

Beneficiários do Bolsa Família do município de Lagarto estão sob investigação do Tribunal Superior Eleitoral (TSE).

Durante um cruzamento de dados feito pelo órgão, entre o cadastro de beneficiários e o sistema de prestação de contas foram identificadas doações a candidatos e partidos políticos nas eleições de 2016.

Uma fiscalização será feita de acordo com a lista de pessoas apontadas pelo TSE. Na lista também há presença de servidores públicos e empresários. Representantes da Secretaria Municipal do Desenvolvimento Social e do Trabalho de Lagarto irão visitar as casas dos beneficiários verificando a situação de cada um, através de determinações do Ministério do Desenvolvimento Social.

Em 2012, uma fraude no Bolsa-Família levou o Ministério Público Federal a processar servidores do município.

De acordo com a coordenadora do Bolsa Família do município, Cristiane Soares Oliveira a fiscalização é importante porque, além de identificar os acusados, também dá oportunidade a pessoas que realmente precisam do benefício. "É uma fiscalização positiva porque se for comprovado que essas pessoas não têm o perfil necessário, vão sair da lista dando oportunidade de pessoas que realmente precisam começarem a receber o benefício", ressalta.

A fiscalização nas casas deve iniciar na próxima semana, assim que a secretaria estiver com todos os documentos necessários ara identificar os suspeitos.

Por Jéssica França - Portal Infonet