Confiança pressiona, Genivaldo salva Itabaiana e clássico termina empatado

Muita coisa estava em jogo no primeiro clássico do ano no futebol sergipano. Confiança e Itabaiana estavam invictos, com 100% de aproveitamento, e um resultado positivo na Arena Batistão levaria o vencedor à liderança isolada. O jogo foi bastante interessante de se ver, com as duas equipes mostrando bom volume. 

Mas o Confiança criou mais situações para buscar os três pontos, mas Genivaldo salvou o Tremendão, que sentiu a ausência de Paulinho Macaíba na frente. O jogador sentiu dores musculares e foi poupado. No fim das contas, empate sem gols e ambos os times mantiveram-se invictos.

Nome do jogo? Genivaldo, goleiro do Itabaiana. Dez entre dez pessoas que assistiram ao jogo na Arena Batistão responderia o mesmo. Ele já havia feito defesas providenciais na última quinta-feira, no empate sem gols com o CRB pelo Nordestão, e agora, novamente, fecha o gol Tricolor. Ele literalmente parou o ataque azulino, destaque para as defesas em duas finalizações de Tito, uma em cada tempo, e duas de Iago na etapa final.

Os dois times iniciaram a partida em busca da liderança isolada, mas saíram de campo sem a liderança. Com a vitória do Sergipe por 3 a 1, o Colorado empatou com Confiança e Itabaiana no número de pontos, 7, e ficou na frente pelos critérios de desempate. O Confiança volta a jogar apenas no próximo sábado, às 15h15, contra o Dorense, fora de casa, no Ariston Azevedo. O jogo é válido pela quarta rodada. O Itabaiana joga na quarta-feira que vem, também fora de casa, contra o Amadense, às 20h15, no Brejeirão.

No primeiro tempo, apesar do 0 a 0 no placar, o clássico foi bom de se ver, com as duas equipes demonstrando disposição para buscar a vitória e ir para o intervalo à frente do marcador. Porém, o Confiança se arriscou um pouco mais e criou as melhores situações de gol. Teve duas grandes oportunidades de marcar, em uma delas Tito mandou uma bicicleta e assustou a defesa do Tricolor.

No segundo tempo o Confiança voltou um pouco mais agudo, mais próximo de chegar ao primeiro gol. O Itabaiana se defendia como podia e não conseguia trabalhar bem as jogadas. 

As alterações promovidas por Ailton Silva, principalmente com a entrada de Fabinho Cambalhota, ajudaram o Tricolor a ter uma ligeira melhora, mas nada suficiente para buscar algo mais ambicioso na partida. Pelo contrário, o Tricolor continuou sofrendo e contou com as defesas inspiradas de Genivaldo. O Time azulino pressionou bastante, principalmente nos minutos finais. Porém, no fim das contas, ninguém conseguiu mexer no placar.

Globo Esporte / SE