LAVA-JATO: Advogado diz que Eike Batista vai se entregar à PF

Agentes da Polícia Federal e do Ministério Público Federal realizam uma operação para cumprir nove mandados de prisão preventiva e quatro conduções coercitivas na Operação Eficiência, desdobramento da Lava Jato no Rio de Janeiro, na manhã desta quinta-feira (26). Entre os principais alvos com mandados de prisão expedidos estão o empresário Eike Batista, dono do grupo EBX. Por volta das 6h40, o advogado Fernando Martins chegou à casa do empresário e informou que Eike está viajando, mas disse que ele vai se entregar à polícia.

Outro alvo da operação é o ex-governador Sérgio Cabral, que já está preso no complexo penitenciário de Gericinó, em Bangu, e também Wilson Carlos e Carlos Miranda, que também estão presos. Todos os mandados de prisão foram expedidos pelo juiz Marcelo Bretas, da 7ª Vara Federal Criminal do Rio de Janeiro.

Até as 6h30, um mandado de prisão havia sido cumprido contra Flávio Godinho, vice-presidente de futebol do Flamengo. Ele é acusado de ser um dos operadores do esquema, através da ocultação e lavagem de dinheiro das propinas que eram recolhidas das empreiteiras que faziam obras públicas no Rio de Janeiro.

G1