Tito faz dois gols em um minuto e Confiança vence Botafogo no Batistão

A estreia oficial do Confiança na temporada foi com placar elástico, que poderia sem bem maior. O Dragão não teve dificuldades para atacar o Botafogo, nesta segunda-feira, na Arena Batistão, e praticamente não sofreu sustos durante os 90 minutos. Thiago Silvy ainda perdeu um pênalti e o ataque proletário não teve calma nas finalizações.

Mesmo assim, vitória por 3 a 0, graças a rapidez do atacante Tito, que em um espaço de um minuto marcou dois gols no segundo tempo. Thiago Silvy abriu o placar no início da partida.

As duas equipes voltam a jogar no próximo final de semana. O Botafogo-SE recebe o Estanciano, na Arena Batistão, em Aracaju, no sábado às 15h30. No dia seguinte, o Confiança visita o Boca Júnior, no Estádio Francão, em Estância.

As equipes iniciaram o duelo com agressividade, mas os debutantes mostraram nervosismo e deixaram espaços para os azulinos criar lances perigosos. O placar foi inaugurado aos seis minutos com Thiago Silvy. Ele recebe lançamento dentro da área e, sem marcação, fez a festa proletária. Com o a vantagem no placar, o Confiança tirou o pé do acelerador e, ainda assim, este mais próximo de ampliar do que sofrer o empate.

Na etapa final um festival de oportunidades desperdiçadas. A mais clara aconteceu aos 15 minutos, quando árbitro marcou mão de Vicente dentro da área, mas Thiago Silvy desperdiçou a penalidade. Mas em um espaço de um minuto, Tito marcou duas vezes e garantiu a vitória proletária. O primeiro gol foi aos 34 minutos, após assistência de Silvy. No minuto seguinte, ele recebeu cruzamento de Diogo para fechar a conta no Batistão.

Confiança: Henrique; Felipe Cordeiro, Mimica, Anderson e Radar; Jardel, Diogo, Rafael Villa e Álvaro (Rony); Tito (Iago) e Thiago Silvy (Jailton). Técnico: Leandro Sena

Arbitragem: Cláudio Francisco Lima e Silva. Ele será auxiliado por Cleriston Clay Barreto Rios e Wendel Augusto Lino.

Botafogo-SE: Ewerton, Alex, João Pedro, Julião e Martins; Tauan, Vicente, Dimas (Eduardinho) e Cléber (Daniel); Marcelo e Felipe (Júnior). Técnico: Nivaldo Baiano

Globo Esporte / SE