Juiz determina que “Cabo Zé” se retrate por ofensas a Valmir

Em Lagarto a política efervescente pode colocar as pessoas em maus bocados, uma palavra errada, um comentário improprio, pode ir parar nas barras da justiça. Nesta sexta-feira, dia 10, de Fevereiro, o Juiz de direito 2ª Vara Cível de Lagarto, Edinaldo César Santos Junior, expediu decisão que determina que o ex-prefeito e jornalista José Raimundo Ribeiro (Cabo Zé) venha a se retratar ao vivo na rádio Eldorado FM 100,7 por ofensas feitas na emissora contra o atual prefeito Valmir Monteiro.

A referida ação impetrada por Valmir se deu, devido, o jornalista “Cabo Zé” ter reprisado no dia 25 de Junho de 2016 que o atual prefeito, na época candidato ao cargo majoritário, teria cometido crime de “Estupro” a qual o mesmo já comprovou perante a justiça a sua inocência.

Cabo Zé deve se retratar até no máximo dia 18 de Fevereiro, devido, o Programa “Falando a Verdade” ser apresentado aos sábados das 11 ás 14hras. Caso, o mesmo não cumpra a decisão o programa poder ser suspenso.

Confira a decisão a integra:

Diante disso, entendo que restou insuficiente a astreinte inicialmente arbitrada, de modo que se faz necessária a fixação de nova multa. Em meio a isso, visando à satisfação do comando sentencial, determino que a requerida cumpra a determinação e comprove nos autos, em 02 (Dois) dias uteis, a partir da intimação da presente decisão, sob pena de incidência de multa diária, que majoro para R$ 1,000,00 (mil reais), limitada ao período de 30 (trinta) dias, e suspensão temporária de programa “Falando a Verdade” ou, acaso já não mais exista, do programa que o substituiu no horário, pelo mesmo período, para caso de descumprimento, sendo a multa arbitrada em favor do autor, o que faço com arrimo

De mais a mais, visando melhor esclarecer os fatos à sociedade, determino que a requerida comunique aos ouvintes que foi reconhecido o direito de resposta ao autor, em virtude de decisão emanada por este Juízo da 2ª Vara Civil de Lagarto, nos presentes autos (Informar número), em decorrência de ofensas praticadas pelo jornalista “Cabo Zé” durante o programa “Falando a Verdade” no dia 25 de Junho de 2016, acusando o requerente de estupro de uma garota de 15 anos (Quinze) anos, sob pena de ser considerado sem efeito o cumprimento da ordem.

Edinaldo Cesar Santos Junior
Juiz de Direito
Por Lucas Brasil