O Brasil é um circo e o povo são os palhaços, escreve sargento

Aonde nós vamos parar com tamanha inversão de valores, será que é preciso ser bandido para poder ter a atenção do estado brasileiro?

O STF acaba de decidir que bandidos presos devem ser indenizados por estarem em presídios superlotados, por falta de assistência médica, suas famílias devem ser indenizadas se forem mortos por

outros bandidos e etc.

E nós palhaços, teremos direito a indenização pelos transportes públicos lotados, pela falta de assistência médica, por passarmos dias aguardando um leito de hospital dormindo no chão dos corredores

hospitalares?

As mulheres grávidas que dão a luz nas calçadas das maternidades serão indenizadas por esse constrangimento?

As vítimas de roubos, furtos e assaltos, serão indenizados pela perda dos seus bens, os quais o estado não teve condição de proteger?

As famílias de trabalhadores vítimas de marginais homicidas, também serão indenizadas pelo estado brasileiro, que se mostra ineficaz na segurança pública?

Mulheres estupradas por maniacos sexuais impiedosos, serão indenizadas pela violência sofrida?

E quanto as famílias de policiais mortos no combate ao crime, serão indenizadas?

Vou encerrar o texto, pois para externar minha indignação com os rumos desse país que está moribundo sobre os aspectos, morais, éticos e de qualidade de vida, eu teria que escrever um livro. Que

Deus ajude as pessoas de bem desse país.

Sargento Edgard Menezes ( cidadão brasileiro )