Amadense tem menor folha salarial do Campeonato Sergipano 2017. Confira o ranking

Você tem noção de quanto um time de futebol investe para manter o elenco e comissão técnica por mês? O GloboEsporte.com foi em busca destes valores e fez uma comparação entre as folhas salariais e o desempenho das equipes nesta primeira fase do Campeonato Sergipano. Os dados coletados foram passados pelos dirigentes de cada clube. 

Segundo artigo 6º do regulamento da competição, parágrafo primeiro, nesta fase, as Associações se enfrentariam no sistema de ida, onde, ao final desta fase, as seis melhores classificadas avançarão para o hexagonal e as quatro últimas colocadas disputariam o quadrangular da permanência.

Como foi divulgado em nosso raio-x, o Confiança foi o campeão da fase de forma invicta e o Lagarto o lanterna. Além do Dragão do Dragão do Bairro Industrial, Sergipe, Itabaiana, Amadense, Boca Júnior e Frei Paulistano estarão no hexagonal. Enquanto se juntam ao alviverde lagartense no quadrangular da permanência. Vamos relembrar as campanhas das equipes, confira abaixo a tabela.

Será que o que foi investido pelas equipes foi diretamente proporcional ao rendimento dentro de campo na primeira fase do estadual? De fato, os três primeiros são os que possuem as maiores folhas (Confiança e Sergipe 150 mil, Itabaiana 120 mil), até aí tudo certo. Vale lembrar que o Mais Querido e o Tricolor da Serra disputam em paralelo a Copa do Nordeste e já atuaram pela Copa do Brasil. 

Logo depois vem o Amadense que é o time com a folha mais baixa entre os 10 do estadual: apenas 33 mil. Considerando a parte financeira, é uma das surpresas na lista dos seis melhores. Quem também gastou muito menos que os três primeiros, mas ainda conseguiu ser maior que o Leão do Rio Real foi o Boca Júnior, a equipe estanciana desembolsou 52 mil, ocupando a sexta colocação no ranking abaixo. Por fim, o Frei Paulistano, que já tem uma folha melhor que a do Boca e do Amadense. O time de Frei Paulo gastou por mês 80 mil, terceira colocação para ele.

Partindo agora para aqueles que vão disputar o quadrangular da permanência, o maior destaque fica por conta do Estanciano. O Canarinho do Piauitinga teve a quarta folha mais alta (74 mil), porém só conseguiu ficar na sétima posição de classificação. O Lagarto, que foi o lanterna nos pontos, ficou em quinto nos gastos, 60 mil (valor passado enquanto Prefeitinho ainda era o presidente). Encerrando a análise, Dorense e Botafogo de Cristinápolis tiveram um desempenho tão baixo quanto a folha salarial do grupo. O Touro alvirrubro gastou 50 mil por mês e o genérico alvinegro dez mil a menos. Confira abaixo a classificação por "ordem financeira" dos clubes.


Vem aí a nova fase do estadual

O hexagonal começa nesta quarta-feira. Às 20h15, o Sergipe enfrenta o Amadense no Batistão e o Itabaiana duela com o Boca Júnior no Mendonção. Confiança joga no sábado contra o Frei Paulistano em Frei Paulo, às 15h30. O quadrangular só inicia no final de semana. No sábado tem Dorense x Botafogo, às 16 horas em Nossa Senhora das Dores, no Ariston Azevedo e, no domingo, no mesmo horário Lagarto e Estanciano se enfrentam no Francão, em Estância.

Globo Esporte / SE