Em jogo movimentado, Botafogo-PB e Sergipe empatam em 2 a 2 na Paraíba

Nada mudou na tabela para Botafogo-PB e Sergipe, pela quarta rodada do Grupo E da Copa do Nordeste. As equipes se enfrentaram no Estádio Almeidão, em João Pessoa, e ficaram no empate de 2 a 2. A equipe colorada se iguala ao líder Vitória, com sete pontos, mas é vice por causa do saldo de gols. O Alvinegro continua na lanterna. Rafael Oliveira abriu o placar para o Belo, Hiago marcou duas vezes e virou para o time de Aracaju, e Ramalho, contra, deixou tudo igual.

As equipes se concentram agora em seus estaduais. No próximo domingo, o Botafogo recebe o Atlético no Almeidão. No mesmo dia, o Sergipe enfrenta o Frei Paulistano, pelo estadual. Pela Copa do Nordeste, as equipes jogam no dia 11 de março. O Sergipe encara o América-RN, em Natal. O Botafogo visita o Vitória, em Salvador.

Pressionado pelos resultados negativos, os donos da casa foram para o ataque, mas sofreram com a marcação colorada. Aos 18 minutos, o goleiro Ferreira mostrou bom reflexo, quando Wanderson arriscou de primeira: a bola desviou e, mesmo assim, o camisa 1 do Sergipe fez a defesa. Mas ele nada pôde fazer quando Rafael Oliveira ficou livre. 

O camisa 9 mandou de cabeça e abriu o placar. O visitante respondeu em jogadas de velocidade. No melhor momento, Vicente fez boa jogada individual e cruzou na área, mas a zaga do Belo conseguiu se recuperar e evitar o gol de empate. No último lance, quase um gol olímpico no Almeidão. Hiago cobrou com veneno e quase enganou o goleiro Michel Alves. 

Na etapa final, o Sergipe virou o jogo em cinco minutos com Hiago. No primeiro, Calyson fez boa jogada individual e finalizou rasteiro. A bola já ia em direção ao gol, quando Hiago apareceu para desviar e mandar para as redes, deixando tudo igual no Almeidão. Logo na sequência, após cobrança de escanteio, a bola encontrou Hiago dentro da área que só precisou tocar para o gol e estufar a rede. Hiago ainda teve uma oportunidade de ampliar o marcador, mas ficou no goleiro do Belo. 

Até que aos 33 minutos, após uma confusão na área do Sergipe, a bola acabou indo para as redes, mas ninguém sabia quem havia marcado. No fim das contas, o árbitro creditou gol contra para Ramalho. O Colorado até chegou perto de conseguir a vitória, mas o goleiro Michel Alves salvou o Belo em pelo menos três lances.

Globo Esporte / SE