Sergipe começa o ano com 613 postos de trabalho fechados

Sergipe começou 2017 com a perda de 613 postos de trabalho com carteira assinada. O balanço do Caged, divulgado nesta sexta-feira (3) pelo Ministério do Trabalho, aponta que este foi o pior janeiro para o mercado de trabalho sergipano dos últimos três anos.Sergipe foi uma das 18 unidades da federação que fecharam janeiro com desempenho negativo no saldo de emprego. No estado, 7.224 pessoas conseguiram um emprego formal, mas 7.837 passaram a integrar a fileira dos desempregados nos trinta primeiros dias deste ano.

De acordo com o Caged, o comércio e agropecuária tiveram o pior desempenho, registrando o fechamento de 1.104 vagas de trabalho no estado. Já os setores de Serviços, Industriais e da Indústria de Transformação tiveram um saldo positivo de 562 empregos, com destaque para esta última, que foi responsável pela geração de mais da metade dessas novas vagas.

O levantamento do Ministério também indica que o mercado de trabalho continua em retração em Aracaju. Em janeiro, foram perdidos 422 postos. Já a cidade de Nossa Senhora do Socorro, na região metropolitana, registrou o maior número de novas contratações, com a geração de 208 empregos. 

F5 News