Detran: greve continua por tempo indeterminado

A greve dos servidores do Departamento Estadual de Trânsito (Detran) que teve início a cerca de duas semanas permanece por tempo indeterminado. A categoria se reuniu em assembleia no último dia 22 e decidiu pela continuidade da paralisação depois de rejeitar a proposta do Detran.

"O impasse se dá na questão da progressão da carreira, pois o Detran propôs que fosse de três em três anos e  a categoria quer que mantenha no período de dois em dois anos, como já acontece há 7 anos", explica o presidente do Sindicato dos servidores do Detran (Sindetran), Thiago Bomfim.

Por causa da greve o atendimento ao público na emissão da Carteira Nacional de Habilitação (CBN) e entrega de documentos, entre outros serviços realizados pelo Detran estão prejudicados.

"O atendimento só está funcionando normal em dois locais (na sede do órgão e no Shopping Riomar) dos seis postos do Detran em Aracaju, porque são onde têm cargos comissionados", diz o sindicalista. Os cerca de 220 funcionários do Detran também vão aderir à greve geral nacional no dia 28 de abril contra a reforma da previdência e reformas trabalhistas.

Por causa disso, na próxima sexta-feira, os serviços deverão ser integralmente suspensos em todos os postos do órgão, durante todo o dia. "Os servidores deverão estar presentes às suas respectivas unidades, mas não realizarão nenhum serviço", afirma Thiago Bomfim.

Por Moema Lopes / Infonet