Durante manifestação, Wellington Quilombola diz que mototaxistas não foram respeitados na gestão do ex-prefeito Carlos Magno

Na manhã da última segunda feira, 10, um grupo de aproximadamente cento e vinte mototaxistas realizou uma pacífica manifestação pelas principais ruas da cidade. O ato foi iniciado no Bairro Santa Cruz, percorreu as principais ruas da cidade, passando pela sede da SMTT, Câmara de Vereadores e Prefeitura Municipal.

Após o ato, o secretário  da associação que reeg a categoria e um dos líderes do movimento, Wellington Quilombola, conversou com a equipe do nosso portal, cobrou mais fiscalização por parte da SMTT e elencou uma série de avanços conquistados recentemente através do diálogo com a administração local.

Segundo Wellington, o movimento teve como objetivo reafirmar a categoria e a sociedade estanciana aquilo  o que ficou acordado com o prefeito Gilson Andrade  na última sexta feira,7, data em que a categoria sentou para dialogar com a administração. De acordo com Wellington, o prefeito recebeu a comitiva, juntamente com a sua equipe de secretários em uma reunião adjetivada por ele como produtiva, onde aconteceram  avanços para a categoria, a exemplo da redução de 144 reais na taxa paga pelos mototaxistas.

Para  líder do movimento, a mobilização  serviu para mostrar que a categoria está unida e que não é inimiga da administração. Dentro da sua fala, Wellington salientou que o ato foi  ordeiro e que na gestão anterior  os mototaxistas não foram respeitados. Sobre o atual momento o líder do movimento enfatizou que   prefeito se mostrou sensível  e que a categoria  está alegre por tudo  que aconteceu.

Durante sua fala Wllington deixou claro que entende que o caminho correto para alcançar o objetivo é o da negociação e declarou que saiu do movimento satisfeito com os avanços que aconteceram e com a forma que a categoria foi tratada pela atual administração

“Nós não começamos a caminhar agora. Nós já estamos caminhando há mais de dois anos, porém, os avanços que nós tivemos atrás foram  quase que nenhum, dessa vez, agora, nós já começamos  a dar um passo maior”, enfatizou.

Por: Pisca JR