Edson marca duas vezes, Edigar completa, e Bahia passa pelo Sergipe

Teoricamente, a primeira função do volante é defender. Mas, neste domingo, Edson foi além e teve papel fundamental na vitória do Bahia sobre o Sergipe, no jogo de volta das quartas de final da Copa do Nordeste. Em partida realizada na Arena Fonte Nova, o Tricolor bateu a equipe sergipana por 3 a 0, dois de Edson e um de Edigar Junio, que entrou no fim e garantiu a classificação para as semifinais da competição. O Vitória será o próximo adversário. 

O Bahia já tinha vencido o jogo de ida em Aracaju por 4 a 2 e nem precisava de vencer novamente para avançar. Porém, mais uma vez superior jogando em casa, o Tricolor voltou a mostrar a sua força e venceu mais uma. O resultado também foi fundamental para as pretensões da equipe baiana na próxima fase. Com o triunfo, o Bahia vai ter a vantagem de decidir a vaga na final contra o Vitória na Arena Fonte Nova. O primeiro jogo das semifinais está marcado para o dia 23 deste mês, e a partida de volta será realizado três dias depois.

Mas antes de começar a decidir a vida nas semifinais, o Bahia volta as atenções para o Campeonato Baiano. Na próxima quarta-feira, a equipe baiana enfrenta o Atlântico, no estádio de Pituaçu. Eliminado do Nordestão, o Sergipe direciona todos os olhares para o Campeonato Sergipano. Também na quarta-feira, o Colorado enfrenta o Frei Paulistano, no Batistão. 

Hernane descalibrado e gol anulado

Embora com vantagem pelo 4 a 2 conquistado no confronto de ida, foi o Bahia que propôs o jogo no primeiro tempo. Com marcação adiantada nos primeiros minutos, o Tricolor dificultou a saída de bola do Sergipe, que veio para o jogo com a proposta de contra-atacar, porém só teve sucesso uma vez. No lance, Hiago invadiu a área do Bahia, tocou na saída de Anderson, mas Eduardo apareceu para tirar em cima da linha.

Do outro lado, o Bahia assustou em jogadas pelas duas pontas do campo. Pela esquerda, Zé Rafael chutou cruzado e quase marcou. Pela direita, Allione fez fila e emendou um chutaço de fora da área, bem defendido por Ferreira. As principais chances do time, porém, estiveram nos pés de Hernane. Na primeira, o centroavante recebeu livre na pequena área, mas isolou. Na segunda, ele acertou a trave em levantamento de Juninho. O Brocador até marcou de cabeça aos 44 minutos, mas o árbitro errou ao marcar impedimento.  

Gol e expulsão

Precisando fazer gols, o Sergipe pareceu que iria para o tudo ou nada contra o Bahia no segundo tempo. E, pelo início, o Colorado até deu um grande susto no tricolor. Em cruzamento rasteiro na área, Hiago apareceu livre frente a frente com Anderson, mas o goleirão do Bahia salvou. Na sequência, veio logo um banho de água fria nos visitantes. 

Em levantamento na área, a defesa do Sergipe saiu mal, e Edson apareceu livre para abrir o placar na Fonte Nova. Pouco mais de dez minutos depois, o volante estava mais uma vez na área para fazer mais um. 

Com o jogo controlado, o Bahia voltou a dar esperanças para o Sergipe após perder Eduardo, expulso aos 18 minutos por entrada violenta. Como era de se esperar, a equipe sergipana aumentou o ímpeto, mas não conseguiu ser contundente para criar situações claras de gols. Por outro lado, foi o Bahia quem mais assustou e quase ampliou em chute de Hernane no travessão. Depois, o Esquadrão deu números finais ao jogo em bomba de Edigar Junio dentro da área. 

Globo Esporte / SE