Fiscalização nas estradas é reforçada na 'Operação Tiradentes'

A Polícia Rodoviária Federal (PRF) intensificou a fiscalização nas estradas a partir da madrugada desta quinta-feira (20), véspera de feriadão. A ‘Operação Tiradentes’ tem o objetivo de reduzir a violência no trânsito e combater a criminalidade. A força-tarefa será realizada até à meia-noite de domingo (23).

As fiscalizações serão intensificadas nos trechos onde há maiores índices de acidentes e ocorrências criminais: Aracaju, Nossa Senhora do Socorro, São Cristóvão, Itabaiana e Estância.

A polícia vai coibir condutas de imprudência que possam causar acidentes como ultrapassagens indevidas, excesso de velocidade, falta de equipamentos de segurança (capacete, cinto de segurança ou dispositivos de retenção para crianças) e embriaguez ao volante.

Em alguns postos, o condutor será convidado a assistir a vídeos que mostram comportamentos inadequados no trânsito e as consequências. A polícia espera que eles reflitam sobre as atitudes e assimilem novos hábitos. 

A PRF recomenda algumas condutas para a realização de uma viagem segura:

- Lembre-se que os faróis ligados são obrigatórios em rodovias, durante o dia e a noite;
- Faça uma revisão atenta no veículo antes de viajar. Verifique principalmente pneus (inclusive o estepe), palhetas dos limpadores de para-brisa e itens de iluminação e sinalização;
- Planeje a viagem, lembre-se de programar paradas em locais adequados para alimentação, abastecimento e descanso;
- Mantenha a atenção na rodovia;
- Respeite a sinalização e os limites de velocidade, eles existem para proteger a sua vida;
- Não ligue o pisca alerta com o veículo em movimento. Isso pode confundir os outros motoristas e causar um acidente;
- Aumente a distância do veículo à frente e diminua a velocidade.

Embriaguez ao volante

Dirigir sob influência de álcool é uma infração gravíssima punida com suspensão do direito de dirigir por até doze meses e multa de R$2.934,70. Em caso de reincidência, a multa passa para R$5.869,40. A mesma multa é aplicada ao condutor que se nega a se submeter aos testes. Além da esfera administrativa, o condutor também pode ser preso em flagrante pelo crime de embriaguez ao volante.

G1/SE