Maratá Sucos nega despejo de dejetos químicos no Rio Piauitinga em Estância

Após inúmeras reclamações por parte da população estanciana sobre a má qualidade da água fornecida pelo Sistema de Abastecimento de Água e Esgoto - SAAE -, no último final de semana, o superintendente da autarquia em entrevista exclusiva ao programa Dia a Dia Notícias, apresentador por Dissanti na rádio Mar Azul FM, Rui Oliveira jogou nas costas da empresa Maratá Sucos, localizada às margens da BR 101 em Estância, toda a responsabilidade sobre os transtornos causados pelo mau cheiro e coloração amarela da água distribuída nas torneiras da população. 

Nesta terça-feira, dia 11/04, o vereador Artur do PT, bastante preocupado com as graves denúncias feitas pelo superintendente do SAAE, o senhor Rui Oliveira, e decidiu visitar a sede da indústria na companhia de diretores da mesma. Na oportunidade, o parlamentar petista esteve acompanhado do Gerente Industrial Antônio Neto, pelo Gerante Financeiro e Administrativo Plínio e pela Química Industrial Isabel Quintela. 

" Importante os esclarecimentos dados pela Maratá Sucos, a respeito da declaração. É preciso analisar com cautela a afirmação feita pelo Superintendente do SAAE e no nosso mandato estará sempre atento as demandas  de interesse da população estanciana". Afirmou o Parlamentar.

Segundo os diretores da indústria, a Maratá Sucos é uma empresa séria, e que a referida afirmação não procede com a realidade, deixando claro o compromisso da fábrica, alegando grandes investimentos realizados recentemente no tratamento da água utilizada na linha de produção e para consumo próprio, bem como a toda legislação ambiental e sanitária.

Redação Factual 1