Preso acusado de matar homem carbonizado em Estância

Policiais Civis da Divisão de Homicídios de Estância prenderam Carlos Eduardo Souza Santos, acusado de matar Reginaldo Silva Canuto carbonizado, no último dia 10 de abril. O crime ocorreu no Conjunto Albano Franco, em Estância. De acordo com a investigação, os homens espancaram violentamente a vítima e depois atearam fogo a seu corpo.

O preso é conhecido como "Dudu" e tem 29 anos. Ele estava na companhia de Edivaldo Santos Félix, chamado também de "Colé", 31, que permanece foragido. Ainda segundo as investigações, Carlos Eduardo já havia ameaçado matar a vítima este ano, devido a um relacionamento que ela mantinha com a avó do criminoso, fato que ele não concordava. As primeiras informações levantadas pela Polícia Civil diziam que a morte foi uma reação à dívida que a vítima tinha com um dos acusados.

Carlos Eduardo, que também é investigado pelo crime de tráfico de drogas, foi encaminhado a uma unidade prisional, onde ficará custodiado à disposição da Vara Criminal de Estância.     

A Polícia Civil continua realizando buscas para que Edivaldo "Colé" seja preso. Denúncias anônimas podem ser feitas através do 181.

Com informações da SSP