Sem bater metas, Bahia acumula 211 mil crianças e adolescentes fora da escola

A Bahia não conseguiu bater as metas 1 e 4 estipuladas para o movimento Todos Pela Educação (TPE) em 2015. No resultado do relatório bienal  da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílio (Pnad), divulgado nesta terça-feira (4), as previsões de toda criança e adolescente de 4 a 17 anos estarem na escola (Meta 1), e jovens de 19 anos terem concluído o Ensino Médio (Meta 4), não foram alcançadas.

Segundo informações do Correio, atualmente, 94% dos baianos de 4 a 17 anos estão na escola. Porém, para chegar a 100% em 2022, o índice deveria ter chegado a pelo menos 96,2% em 2015, o que interfere diretamente na Meta 4. Segundo os dados apresentados no relatório, 211 mil crianças e adolescentes de 4 a 17 anos não estudam na Bahia. 

Para ser cumprida, atualmente, o número de alunos que concluiu o Ensino Fundamental aos 16 anos em 2015 deveria ter sido de 84,2% - mas foi de 62,3%. Em condições ideais, a Bahia deveria ter 67,6% de concluintes do Ensino Médio com idades até 19 anos, no entanto o número chega apenas a 47,4%.