Sergipe fecha quase 2.500 postos de trabalho em março, aponta Caged

O mercado de trabalho sergipano voltou a registrar um mês de queda no saldo de empregos. Em março deste ano, foram fechados quase 2.500 postos de trabalho com carteira assinada, conforme balanço do Ministério do Trabalho.

O terceiro mês de 2017 terminou com pouco mais de 6 mil contratações contra cerca de 8.500 demissões, a diferença apontou o encerramento de 2.477 empregos formais.Todos os setores da atividade econômica sergipana tiveram uma retração no mês de março, exceto o de Serviços Industriais. No entanto, a agropecuária foi responsável pelo encerramento do maior número de postos de trabalho, quase 1.400.

Na sequência, a construção civil, a indústria de transformação, o comércio e o setor de serviços também terminaram o mês com saldo negativo de empregos, que variou entre 261 e 330 vagas a menos em cada.Apesar da queda de quase um ponto percentual no nível de emprego, o resultado foi melhor do que no mesmo período do ano passado, quando mais de 5.800 vagas de emprego foram perdidas.

Com este resultado, Sergipe acumula dois meses de queda no nível de emprego e mais de 6.500 postos de trabalho fechados só no primeiro trimestre deste ano. Nos últimos 12 meses, o número de pessoas que não conseguiram se recolocar no mercado de trabalho ultrapassa a marca dos 13.500. 

F5 News