Sergipe supera autocrítica, o Frei Paulistano e dorme na vice-liderança

Bronca da torcida, autocrítica e briga entre companheiros. Além do Frei Paulistano, o Sergipe precisou superar fatores externos para deixar a Arena Batistão, nesta quarta-feira, com a vitória, que o faz dormir na segunda colocação do hexagonal. Élton e Fabiano Tanque evitaram que o final do jogo fosse bem mais tenso para o Colorado. Jacó diminuiu, mas não foi suficiente para o Touro, que continua na lanterna da segunda fase.

As duas equipes voltam a se enfrentar na próxima rodada, com mando de campo invertido. A partida do próximo sábado, às 15h30, será no Estádio Titão, em Frei Paulo.

Os donos da casa dominaram a posse de bola no campo do adversário, mas não foi veloz, errou muito o passe final e criou poucas chances. O que deixou a torcida colorada irritada. A melhor chance da etapa inicial foi o primeiro chute do Frei Paulistano aos 43 minutos. Iraildo chutou cruzado e a bola passou muito perto. Na saída, bronca da torcida e jogadores colorados irritado com atuação. Filipe Ribeiro resumiu assim: “Foi uma m...”.

Após a bronca, a alegria. Logo no primeiro lance da etapa final, Élton aproveitou confusão dentro da área e abriu o placar, aliviando a tensão na Arena Batistão. O Frei Paulistano chegou a balançar a rede, mas árbitro anulou acusando impedimento. No lance seguinte, Fabiano Tanque chutou de primeira e ampliou o placar para o Sergipe e torcida voltou a apoiar a equipe. Mas o Touro voltou a assustar, após cobrança de falta, Jacó ficou livre e diminuiu. Os jogadores Ramalho e Calyson se estranham, mas time consegue segurar os nervos e deixa Batistão com os três pontos.

Globo Esporte / SE