Agentes de Sergipe vão aderir à paralisação Nacional

Os agentes penitenciários de Sergipe decidiram em assembleia realizada nesta terça-feira, 16, que vão aderir à paralisação nacional da categoria marcada para os dias 19 e 20 de maio.

Os agentes querem a aprovação da PEC 308, que cria a Polícia Penal (unificando a nomenclatura da função em todo o país) e insere a categoria no artigo da Constituição Federal que trata das carreiras da Segurança Pública.

Os agentes também protestam contra a PEC 287 – da Reforma da Previdência – que excluiu a categoria da lista das profissões com direito a aposentadoria especial.

Durante a paralisação de 48 horas, não ocorrerão os seguintes serviços:

– Atendimento aos advogados

– Atendimentos aos oficiais de justiça

– Banho de sol

– Visita

– Assistências penais

– Atendimento à pauta da justiça

– Atendimento à saúde, exceto urgência e emergência

– Recebimento de presos

– Atendimento nos patronatos penitenciários

Funcionam durante a paralisação:

– Alvará de soltura

– Entrega de alimentação

– Entrega de medicamento de uso contínuo

– Ronda, guarita e vigilância

– Audiência admonitória

– Recebimento de presos de outros estados

Por Nara Barreto