Sergipe tem 140 mil consumidores inadimplentes, aponta SPC

O número de consumidores inadimplentes alcançou a marca dos 140 mil no estado de Sergipe em abril deste ano. Os dados foram levantados pela Câmara de Dirigentes Lojistas de Aracaju (CDL) com base em informações do Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil).O total de negativados no estado cresceu 6% em relação ao mesmo período do ano passado. 

De acordo com o levantamento, 60% dos sergipanos que integram a lista de devedores em atraso têm entre 35 e 45 anos.A maior parcela de inadimplentes (60%) ficou com o nome sujo por causa de dívidas com bancos e cartões de crédito e, como consequência, enfrentam dificuldades para comprar a prazo ou obter crédito.Na avaliação da CDL, o índice de desemprego e as altas taxas de juros dos cartões de crédito têm contribuído para a inadimplência no estado. 

Apesar disso, devido aos saques do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS), muitos consumidores têm quitado suas dívidas, o que pode gerar um efeito positivo neste indicador a partir do próximo semestre.Na avaliação da economista Sudanês Pereira, da Federação do Comércio de Sergipe (Fecomércio), os dados preocupam, mas há alternativas para aqueles que querem limpar o nome.“A primeira coisa que deve ser feita é identificar o tamanho da dívida (valor total emprestado mais os juros). 

Com base nisso, verificar quanto pode ser pago por mês, planejar o pagamento da dívida de acordo com sua remuneração e negociar com o credor (taxa de juros, parcelas etc)”, orienta Sudanês.A economista enfatiza que para colocar as contas em ordem é preciso ter foco, cortar gastos desnecessários e não fazer novas dívidas. “Sempre observar a sua renda. Nunca gastar mais do que a sua remuneração comporta. Essa é a regra básica”, completa. 

F5 News