Aparelho de TV era utilizado como esconderijo para entrada de celulares no presídio de Tobias Barreto

Na manhã desta quarta-feira (28), agentes e guardas prisionais apreenderam 13 telefones celulares que estavam escondidos no tubo de imagem de um aparelho de televisão, que seria entregue a um interno do Presidio Regional Juiz Manoel Barbosa de Souza (Premabas), em Tobias Barreto (SE).

Segundo a Secretaria de Justiça de Sergipe (Sejuc), o aparelho de televisão foi deixado por volta das 8h30 no Premabas pela mulher de um preso, que alegou estar com pressa para um compromisso e por isso não iria visitá-lo.

Desconfiados com o comportamento da mulher, os servidores decidiram desmontar a televisão e encontraram os celulares. Além dos telefones, havia também carregadores e fones de ouvido.

O diretor do Premabas, José Raimundo de Santana, explicou que a entrada de aparelhos de televisão é permitida para aqueles presos que têm bom comportamento e a mulher tinha autorização da direção para levar o aparelho.

Segundo a Sejuc, ela só não foi presa porque não estava no presídio na hora em que a TV foi desmontada, mas perdeu o direito de visitá-lo. O marido foi identificado, colocado no isolamento para a aplicação dos procedimentos cabíveis.

G1/SE