Em jogo de quatro gols, Confiança e Sampaio ficam no empate no Batistão

Em jogo movimentado na Arena Batistão, Confiança e Sampaio Corrêa ficaram no empate na noite desta segunda-feira. Jogando pela quinta rodada do Brasileiro da Série C, o Dragão esteve por duas vezes à frente do placar, mas a Bolívia Querida foi buscar o resultado e empatou o duelo em 2 a 2.

Os gols da partida foram marcados em tempos alternados. Na primeira etapa um gol para cada equipe. O Confiança abriu o placar, aos 38, com Álvaro, e o Sampaio empatou com Uillian, aos 41. No segundo tempo, novamente o Dragão voltou à frente. Desta vez com André Beleza, aos oito minutos. Logo em seguida, o Sampaio voltou a empatar, aos 11, com João Vitor.

Com o empate, o Sampaio foi aos oito pontos e segue na quinta colocação com a mesma pontuação de Botafogo-PB e Remo, terceiro e quarto colocado do Grupo A. O Confiança chegou aos sete e segue como sexto.

Porém, logo em seguida, o Sampaio chegou ao empate. Aos 41, Uillian recebeu em velocidade pela esquerda e chutou na saída de Henrique, 1 a 1.

Na rodada seguinte do Brasileiro da Série C, o Confiança visita o CSA, nesta sexta-feira, no Estádio Rei Pelé, às 20h. Em seu próximo compromisso na competição nacional, o Sampaio volta a jogar fora de casa. O Tricolor visita o Fortaleza, neste domingo, no Presidente Vargas, às 18h. Antes, nesta quinta-feira, a Bolívia Querida faz a primeira partida da final do Campeonato Maranhense, diante do Cordino, no Castelão, às 16h.
Cautela

De olho na retomada de posicionamento dentro G-4, Confiança e Sampaio Corrêa entraram em campo com certa cautela. Os times iniciaram o confronto evitando correr grandes riscos e as grandes chances de gols eram bem reduzidas.

Jogando em casa, o Confiança tentou se impor como mandante, detinha maior posse bola, mas tinha pouca qualidade na criação. Por outro lado o Sampaio atuava em linhas reduzidas, tentava os contra-ataques, mas não conseguia boa transição ofensiva e esbarrava na marcação da equipe sergipana.

Quente

Em meio a dificuldade de criação e erros de finalização, o Confiança tentava tirar o zero do placar. O Dragão só acertou o pé no fim do primeiro tempo. Aos 38, Álvaro aproveitou jogada de Tito, pegou a sobra da defesa do Sampaio e abriu o placar na Arena Batistão, 1 a 0.

Porém, logo em seguida, o Sampaio chegou ao empate. Aos 41, Uillian recebeu em velocidade pela esquerda e chutou na saída de Henrique, 1 a 1. O placar se estendeu até o fim da primeira etapa e os times foram para o intervalo igualados.

O segundo tempo começou com o fim do primeiro: quente. Logo aos 18 minutos, André Beleza aproveitou cruzamento de André Beleza e recolocou o Confiança na frente. Novamente na sequência, o Tricolor conseguiu empatar. Aos 11, após cobrança de escanteio, o volante João Vitor aproveitou espaço e chutou para empatar o jogo.

Esfriou

Com o empate os treinadores mexeram em suas peças para tentar conseguir os tão importantes três pontos, já que uma vitória valeria o G-4 da competição. O técnico Leandro Sena buscou mais ofensividade com as entradas de Diogo e Thiago Sylvi, mas foi interceptado com as alterações de Fracisco Diá pelo Sampaio.

O treinador Tricolor abdicou dos três atacantes, passou a jogar com três volantes e passou a jogar ainda mais no erro do time da casa. Com uma marcação forte, o time maranhense foi emperrando o jogo e levou o empate para casa, 2 a 2.

Confiança: Henrique; Arlan (Thiago Sylvi), Gabriel, Anderson e Radar (Diogo); Felipe Cordeiro, Everton Santos, Jardel, André Beleza e Álvaro; Tito. Téc: Leandro Sena.

Sampaio: Alex Alves; Gian, Fredson, Maracas, e Aquiraz; César Sampaio, Valderrama e Marlon (Célio); Reginaldo Júnior, Uilliam (Marcílio) e Felipe Marques (João Vitor). Téc: Francisco Diá.

Arbitragem: Sávio Pereira Sampaio (DF); José Araújo Sabino (DF) e Lucas Torquato Guerra (DF).

Globo Esporte / SE