PSDB deve deixar base ao avaliar que Temer não chegará a 2018

Ganhou força nas bancadas do PSDB na Câmara e do Senador, nesta quarta-feira (7), a movimentação para desembarque do governo de Michel Temer. Senadores e deputados do partido, que é o principal aliado do PMDB no governo, se reuniram separadamente para avaliar o quadro político.

"Conversei com os senadores e a maioria deles defende a saída do governo e a entrega dos ministérios, mantendo o apoio à agenda [reformas]", disse o líder da sigla na Câmara, Ricardo Tripoli.

As declarações foram dadas logo após reunião da bancada de deputados. Outros tucanos relatam haver divisão. O PSDB fará uma reunião estendida na próxima segunda (12) para debater o assunto, e mesmo a expectativa de absolvição da chapa Dilma-Temer no TSE.