Sukita é novamente condenado; Agora a 1 ano e 2 meses de Prisão

O ex-prefeito do município de Capela, Manoel Messias Sukita, foi novamente condenado a prisão. Desta vez o ex-prefeito foi condenado a cumprir pena de 1 ano e 2 meses de prisão, após a conclusão do processo movido pelo senador Antonio Carlos Valadares (PSB), por calúnia, difamação e injúria.

Valadares processou Sukita após o ex-prefeito acusar o senador de ter falsificado documentos que teriam sido assinados pelo ex-prefeito. Nesta quarta-feira (07), a justiça o condenou novamente.

Recentemente, Manoel Sukita foi condenado a 13 anos, nove meses e 15 dias de reclusão, em regime inicial fechado, além da pena de 32 dias-multa, no valor de um salário mínimo vigente à época do fato. Sem substituição por pena alternativa.

Manoel Messias Sukita ao tomar conhecimento da condenação, disse que iria recorrer da decisão judicial e diz que lamenta a ação do senador Valadares.

O ex-prefeito disse que não tem mágoas de Antonio Carlos Valadares, porém afirmou que “se Valadares tivesse dez por cento da dignidade que aparenta ter tava bom. Ele se sente intocável. Eu choro lágrimas de sangue. Eu vou recorrer da decisão porque eu não devo. Ele tirou meu mandado de deputado estadual. Eu nunca processei ninguém, mas sempre sou processado”, lamentou Sukita.

Sobre a acusação que pesa contra ele, de que teria assinado o documento de renúncia, Sukita afirmou que o Jorge Rabelo teria confessado na presença de uma juíza de que ele falsificou o documento e que seria por ordem da executiva do PSB.

Fax Aju