Xô, tabu! Belo bate o Confiança, volta a vencer fora de casa e assume liderança

O tabu incomodava. Já eram 13 jogos como visitante na Série C e nada de vitória. Por mais que o técnico Itamar Schülle fizesse apologia aos empates conquistados fora de casa, a torcida cobrava. E finalmente, depois de mais de um ano de espera, eis que o Botafogo-PB acabou com o jejum, ao vencer o Confiança por 1 a 0, na tarde deste sábado, no Estádio Batistão, em Aracaju.

A última vitória do Belo como visitante na Série C havia sido no dia 6 de setembro de 2015, quando o time paraibano fez 4 a 1 no Icasa, no interior cearenses. Depois disso, nos 13 jogos que se seguiram, foram oito empates e cinco derrotas. O fim do tabu também valeu a liderança do Grupo A para o time paraibano pelo menos até segunda-feira, quando jogam Fortaleza (2º) x CSA (3º).

O gol da vitória neste sábado foi marcado por Rafael Oliveira, que também encerrou um tabu particular. Afinal, não balançava as redes há quatro jogos - o último gol do artilheiro havia sido na final do Campeonato Paraibano, no empate em 1 a 1 com o Treze.

Belo surpreende entra com três meias

O Botafogo-PB começou surpreendendo na escalação. Depois de descartar utilizar o esquema com três meias durante a semana, o técnico Itamar Schülle mudou de ideia e surpreendeu o adversário. Com mais criatividade, o Belo foi ligeiramente superior ao adversário na primeira etapa. Ainda assim, a melhor chance de gol foi do Confiança, aos 22 minutos, depois que Mimica acertou a trave de Michel Alves.

Os poucos torcedores que compareceram ao Batistão já imaginavam o pior e passaram a vaiar o time, que ainda não conseguiu vencer jogando dentro de casa nessa Série C.

Confiança vai para cima...E toma o gol!

Com um elenco reduzido, e sentindo as ausências Alvaro, Everton Santos e Flávio, desfaques para a partida, o Confiança foi para o tudo ou nada no segundo tempo. E deu ao Botafogo-PB o espaço que queria para os contra-ataques. Logo aos 8 minutos, Rafael Oliveira teve a chance de marcar, mas o goleiro Sílvio fechou o gol.

A paciência da torcida acabou de vez com a saída de Mimica - o melhor jogador do Confiança em campo até ali. Ironicamente, a entrada de Tiquinho fez o time crescer, a ponto do Botafogo-PB abrir mão de um dos meias (Marcinho), para recompor o sistema defensivo com a entrada do lateral Lito.

E embora o contra-ataque estivesse desenhado, foi de uma jogada de bola parada que saiu o gol botafoguense. Após cruzamento, Rafael Oliveira subiu sozinho, sem marcação, e mandou para as redes. Era o gol da vitória.

Atordoado, o Confiança pouco produziu nos minutos finais. Parecia sem forças para superar a melhor defesa da Série C. Para o Botafogo-PB, foi só gastar o tempo e confirmar a esperada vitória que lhe coloca na liderança do Grupo A.

Globo Esporte / SE