Morre homem que fez refém funcionário dentro de secretaria na Prefeitura de Simão Dias

O cidadão Gilvando Santos, 37 anos, que durante toda a manhã desta quarta-feira(12) manteve como refém um servidor do município de Simão Dias foi atingido por tiro disparado por policiais e morreu no hospital do município.

O óbito do acusado foi confirmado pelo delegado Klever Farias, do município de Simão Dias, no início desta tarde. Segundo o delegado, as negociações para que a vítima fosse libertada durou cerca de quatro horas.

O delegado acompanhou toda a ação ocorrida dentro de uma repartição pública e caracteriza o crime como cárcere privado e tentativa de homicídio. De acordo com o delegado, a vítima conseguiu se soltar do agressor e apresenta um corte em uma das mãos e marcas no pescoço, provocados pela faca usada pelo agressor durante a ação criminosa.

No período, conforme o delegado, o agressor segurou a faca colocada junto ao pescoço da vítima. "E então ocorreu a necessidade de efetuar o disparo", explicou o delegado. Ferido, o agressor foi socorrido e encaminhado para a unidade de saúde do município, onde o óbito foi constatado.

Entenda o caso

Por volta das 8:30h desta quaerta-feira Gilvando invadiu a Secretaria de Ação Social de Simão Dias e fez um funcionário refém nas dependências da mesma. Gilvando manteve a vítima com uma faca no pescoço por horas.

De acordo com a Secretaria de Segurança Pública, o responsável pela ação criminosa alega que acusações sofridas por ele no passado teriam sido a motivação.

"A princípio, segundo levantamentos iniciais, a motivação para tal fato estaria atrelada a um episódio que o indivíduo alega ter sofrido no passado, onde ele relata que no local onde atualmente funciona a Secretaria existia um abrigo, e que ele teria sido acusado por algumas jovens que viviam nesse local pelo crime de estupro, querendo então que as jovens compareçam para desfazer essas acusações", explica a nota da SSP.

De acordo o comandante do 7º Batalhão, tenente coronel Kleberson Pinheiro Gilvando era acusado de um homicídio e de tentativa de outro.

PORTAL LAGARTENSE