Polícia vai às ruas em Itabaiana depois de sete assassinatos em quatro dias

A Polícia Militar realizou nesta quinta-feira (06) em Itabaiana, através do 3º BPM, com apoio do COE e GATI, com participação de alunos da CFAP, uma operação de policiamento ostensivo, para tentar reduzir a criminalidade que começa a assustar a população do município.

Foi uma operação que utilizou vária equipes do policiamento ostensivo, em dois pontos de bloqueio em Itabaiana. O objetivo foi aumenta a presença da polícia em pontos estratégicos e realização de abordagens para restauração da tranquilidade pública na cidade, assustada com a violência que domina Itabaiana, através do tráfico e dos chamados crimes de mando.

A população está apavorada com o assassinato de duas pessoas, na madrugada de terça-feira (04), quando homens armados invadiram o Hospital Regional de Itabaiana, identificando-se como militares, e executaram duas pessoas que estavam internadas, uma delas acompanhante, com vários tiros.

Na noite de quarta-feira (05) mais quatro pessoas foram assassinadas em locais diferentes de Itabaiana, causando medo e insegurança aos habitantes do município, embora as vítimas tenham passagem pela polícia. 

Já na manhã desta quinta-feira (06), mas uma morte por execução foi registrada em Itabaiana, o que soma um total de sete crimes violentos em menos de uma semana.

Nota da Segurança – Também surpresa com a sucessão de crimes em Itabaiana, a Secretaria de Segurança Pública de Sergipe (SSP/SE) emitiu nota informando que os homicídios de quarta-feira não possuem ligação com as mortes do dia anterior, confira:

A nota diz que “na noite desta quarta-feira, dia 05, aconteceram três homicídios relacionados a pessoas com vinculação a práticas criminosas. No primeiro evento, foi alvejado um indivíduo conhecido por ‘Derlan’, liberado do sistema prisional. Ele possui diversos processos relacionados a tráfico de drogas, roubos e homicídios.

No segundo caso, foram alvejados Flávio de Jesus Lima e ‘Xênon das Queimadas’, ambos investigados pela Delegacia Regional por participação em delitos de tráfico de frogas, homicídios e roubos de cargas na região.

Os homicídios não possuem conexão com o ocorrido no Hospital Regional de Itabaiana na madrugada de terça-feira (04). 

Em relação a esse evento, as investigações estão adiantadas e as equipes da Delegacia Regional de Itabaiana estão empenhadas no caso. A PM e a equipe plantonista da Regional de Itabaiana estiveram no local dos crimes, a fim de realizar os primeiros levantamentos sobre o caso”.

Fax Aju