Para a CUT, ¨Jackson Barreto é um governador que nega sua história¨


NOTA DA CUT/SE

Sobre a Caravana de Lula em Sergipe

A Central Única dos Trabalhadores de Sergipe (CUT/SE) vem a público se manifestar sobre a visita do ex-presidente Lula e sua caravana em nosso estado, nos dias 20, 21 e 22 de agosto deste ano:

1) Esta central sindical entende que a presença do presidente Lula em Sergipe simboliza mais um momento importante para a resistência do povo sergipano contra o golpe impetrado no Brasil pelo ilegítimo Temer, articulado com setores do Legislativo, do Judiciário e da mídia, milimetricamente preparado pelo PMDB, PSDB, DEM, PSC, PSB e outros.

2) Lula simboliza hoje uma esperança cada vez mais viva de os trabalhadores vislumbrarem, pelo exercício do direito legítimo ao voto, a retomada da democracia e do poder soberano do povo. Um caminho que as elites conservadoras e nefastas desse país tentam evitar, ao exercer uma perseguição violenta contra a maior liderança política do Brasil e uma das mais respeitadas do mundo.

3) Este é um momento de Lula se encontrar com o povo, a grande maioria trabalhadores, em praça pública. Nesse palanque não cabem os traidores ou os que lavaram as mãos ante ao processo mais desastroso da recente história brasileira, que foi o impeachement da presidente eleita Dilma, sem crime.

4)  A equipe organizadora da Caravana confirma que o governador Jackson Barreto (PMDB) estará presente nos espaços públicos com Lula. Jackson Barreto é um governador que nega sua história. Reproduz a política dos dias atuais do PMDB nacional, expressas nas faces de Temer, Pezão (RJ) e Sartori (RS): reformas com retirada de direitos, tentativa de privatização de empresas públicas essenciais, pagamento de salários atrasados e congelamento salarial dos servidores públicos, deterioração da saúde, educação e segurança publica. As ações desses governos PMDBistas têm gerado reação dura da CUT, dos parlamentares e partidos de esquerda comprometidos com a classe trabalhadora.

5)  A presença de Jackson Barreto no palanque de Lula – que hoje é o mais forte candidato a presidente da República se houver eleição sem fraude – tem o único objetivo do Governo Estadual de acumular força para continuar massacrando os trabalhadores e, mais ainda, encaminhar uma reforma da previdência estadual antecipada à federal, com retirada de outros direitos e aumento do percentual de contribuição, como já vem sendo propalado.

6) A CUT/SE vê a chegada do presidente Lula como alvissareira, que produzirá bons frutos para a continuidade da resistência ao golpe e da luta pela reconstrução da democracia, com um novo projeto para o Brasil. Contudo, entendemos a presença de Jackson Barreto no palanque de Lula como um desserviço a esse projeto.

7) A CUT reconhece que os sindicatos têm autonomia para avaliar sobre a presença dos dirigentes e sindicalizados nas atividades da Caravana. 

8) A CUT/SE, como parte integrante da Frente Brasil Popular, irá participar da reunião de Lula com a Frente, na manhã do dia 22, confirmada sem a presença do governador.

Nenhum direito a menos._

Fora Temer e Diretas já._

Eleição sem Lula é fraude._ 

Aracaju, 20 de agosto de 2017.

                                                       Rubens Marques de Sousa

                                                          Presidente da CUT/SE