Série C: Confiança bate CSA e deixa zona de rebaixamento

Acabou o jejum de vitórias do Confiança na série C – e em grande estilo. Pela décima quinta rodada do Brasileiro, o Dragão fez sua melhor partida na competição, bateu o líder CSA-AL por 2 a 0 no estádio Lourival Baptista e somou três pontos pela primeira vez após 12 jogos de empates e derrotas.

Com o resultado, o time sergipano também saiu da zona de rebaixamento – pelo menos antes da rodada ser fechada. Agora o Confiança é o sétimo colocado com 16 pontos. Na próxima rodada, o Dragão visitará o Botafogo-PB no estádio Almeidão, em João Pessoa. O jogo será no domingo, 27.

O jogo

Enquanto o Confiança buscava o reencontro com o caminho da vitória, o CSA entrou em campo como líder da chave em busca da confirmação de sua classificação – e reforçou isso ao ser o primeiro a se aproximar do gol. Aos 4, Leandro Souza cabeceou em direção à meta, mas Genivaldo fez boa defesa. O susto acordou o Confiança, que passou a reter mais a bola. E em uma das investidas do Dragão, aos 21, Álvaro foi derrubado na área: pênalti. Na cobrança, Tito bateu forte no ângulo esquerdo e converteu: Confiança 1 a 0.

O gol esquentou a torcida anfitriã e deixou o Confiança ainda mais afiado. Aos 27, Felipe Cordeiro cobrou uma falta que quicou no chão, enganou o goleiro e foi parar no travessão – mas o lance acabou paralisado por impedimento de Tito. O crescimento de produção dos donos da casa foi coroado aos 31. Após roubar bola no meio de campo, Álvaro disparou pela esquerda, chegou na pequena área e chutou alto para fuzilar as redes: Confiança 2 a 0.

O segundo gol deu ainda mais autoridade ao Confiança, que conseguiu anular os ataques do CSA por um tempo – mas não por todo o tempo. Aos 45, Gustavinho recebeu livre na esquerda com o gol aberto – pois Genivaldo estava caído na área após interceptar o lance anterior – e chutou por cima.

Na segunda etapa, o CSA tentou ir mais pra cima, mas sem efetividade. O Confiança, por outro lado, explorou os contra-ataques – mas também pecou no desperdício de chances. Aos 27, Rafael Vila fez grande jogada na frente da área e serviu Éverton. Livre, o camisa 8 bateu colocado por cima do gol. O CSA respondeu à altura aos 31, quando Gustavinho concluiu de fora da área e Genivaldo espalmou com estilo. No minuto seguinte, o mesmo Gustavinho recebeu na pequena área e tentou tocar rasteiro por baixo de Genivaldo, mas o goleiro interveio.

Aos 35, o Confiança perdeu sua melhor chance em toda a segunda etapa. Após ganhar da marcação pela direita, Felipe Cordeiro ficou cara a cara com o goleiro, bateu com força e... isolou a bola – reforçando a impressão de que o placar poderia ter sido mais elástico. E nada mais aconteceu até o apito final.

FICHA TÉCNICA

Confiança 2 x 0 CSA-AL
Gols: Tito (22’ 1t), Álvaro (31’ 1t)

CONFIANÇA

Genivaldo, Felipe Cordeiro, Gabriel, Anderson, Jardel (Diogo), Radar, Rafael Villa, Éverton (Thiago Silvy), Frontini, Tito (André Beleza), Álvaro

CSA-AL

Mota, Dick (Celsinho), Leandro, Jorge Felipe, Dawhan, Rafinha, Edinho, Boquita (Didira), Michel, Daniel Costa, Rosinei (Gustavinho)

Cartões amarelos: Felipe Cordeiro, Diogo, Jorge Felipe, Dawhan
Renda: R$ 61.415
Público pagante: 5241
Público total: 5743

Infonet