PF investiga 31 ex-prefeitos em Sergipe

A Polícia Federal investiga 31 ex-prefeitos em Sergipe.

Trata-se de gestores que encerraram seus mandatos em 31 de dezembro de 2016.

Ex-prefeitos são investigados no caso de compensações fiscais falsas, vários deles por declaração falsa à Receita Federal, e outros por corrupção em cobranças judiciais de royalties da exploração mineral.

Há também casos de ex-prefeitos com mandatos anteriores a 2012.

Ontem, o prefeito de Tobias Barreto, Diogenes Almeida (PMDB), levou documentos à Superintendência da PF em Aracaju e pediu investigação sobre falsa compensação fiscal que teria ocorrido na gestão de seu antecessor, Dilson de Agripino (PT). A gestão anterior do município teria prestado declaração falsa à Receita Federal

NE Noticias