Três mulheres são detidas durante revista no Compajaf e no Presídio de Tobias Barreto

Três mulheres foram detidas, hoje pela manhã, 28, por agentes e guardas prisionais do Complexo Penitenciário Antônio Jacinto Filho (Compajaf), no bairro Santa Maria, e no Presídio Juiz Manoel Barbosa de Souza (Premabas), em Tobias Barreto, quando tentavam entrar com drogas e material não permitido nas respectivas unidades. Duas delas estavam com algumas gramas de cocaína escondidas nas partes íntimas.

Ao passar pelo escâner corporal (body scan) instalado no Compajaf, foi detectado um produto ilícito no corpo de Gilmara Gomes de Oliveira. Ela confessou a posse da cocaína que deveria ser entregue ao interno José Lucas Souza da Conceição. O diretor da unidade, Ricardo Manhães, disse que após a pesagem foi constado que Gilmara carregava nos órgãos genitais 90 gramas de cocaína. A mulher foi encaminhada à delegacia do bairro Santa Maria.

No Premabas, Vilma dos Santos foi detida quando tentava entrar com 50 gramas de cocaína, também escondida nas partes íntimas. Ela é companheira do interno Marcelo Henrique Dantas Cruz e perdeu o direito de visita-lo. O vice- diretor da unidade, José Renilson Valença Costa, disse que a mulher foi encaminhada à delegacia de polícia da cidade.

A terceira mulher detida, Thaís Mota Rosa Buonomo, tentou entrar com cigarros e folhas de papel de seda no Compajaf. Ela iria visitar o companheiro Jorge Luiz Cavalcante Bezerra e por conta do ato, já teve recolhida a carteira que lhe dava direito entrar na unidade. Segundo Ricardo Manhães, Thaís não foi levada à delegacia porque os cigarros não são drogas ilícitas, mas não são permitidos que entrem no Compajaf.

Por: Eduardo Góis / Jornalismo Gata Amarrada 
Informações: SEJUC