56% dos eleitores do país não realizaram cadastro biométrico

Faltando um ano para as eleições de 2018, o TSE (Tribunal Superior Eleitoral) divulgou que mais da metade do eleitorado brasileiro ainda não fez o cadastro da biometria, que será obrigatório para o voto em 2.800 cidades. O número representa 80 milhões de pessoas, cerca de 56% do eleitorado total.

Segundo o TSE, a expectativa é de que mais 10 milhões de pessoas façam o cadastro até 2018 e que em 2022 a eleição já funcione com o cadastro biométrico em todo o território.

A biometria usa as impressões digitais para identificar o cidadão. O objetivo é ter mais segurança e evitar fraudes. No Brasil, a emissão de passaporte, de carteiras de identidade e o cadastro das Polícias Civil e Federal contam com sistemas biométricos.

Na Bahia, um dos estados com o pior índice, apenas 32% dos eleitores fizeram o cadastro. O melhor índice do país é do Tocantins, onde 99% dos eleitores já cadastraram as digitais. Já no Rio de Janeiro, o índice de recadastramentos é de apenas 10%.