Levantamento mostra Sergipe entre os estados com piores rodovias federais

Um levantamento do Departamento Nacional de Trânsito (DNIT) revelou que mais da metade das rodovias alagoanas estão em boas condições, sendo o 13º melhor estado com conservação de malhas viárias, segundo dados de Indicador de Qualidade das Rodovias Federais (ICM).

No geral, os estados com rodovias federais em melhores condições são Amapá (98% em bom estado), Bahia (82%), Roraima (82%), Distrito Federal (85%) e Piauí (83%). Em pior situação estão Acre (32%), São Paulo (43%), Mato Grosso do Sul (53%), Sergipe (56%) e Ceará (56%).

O levantamento foi elaborado por uma equipe de 80 engenheiros, divididos em 35 equipes. Foram analisados os 52 mil quilômetros que compõem a malha viária federal. Não estão incluídas as estradas estaduais e as rodovias federais concedidas a outros entes públicos ou privados para exploração.

Os pesquisadores verificaram as condições do pavimento, identificando falhas como buracos, trincamentos, remendos, sinalização e roçada (altura da vegetação). As vias consideradas “boas” precisam apenas de manutenção rotineira. As “regulares” demandam conservação leve, enquanto as “ruins” e "péssimas" necessitam de ajustes pesados.