PF prende candidato acusado de fraudar concurso em Sergipe

Após o recebimento de denúncias sobre supostas fraudes a serem realizadas no Processo Seletivo Público para preenchimento de vagas e formação de cadastro em cargos de níveis médio e superior (Edital nº 1 – PETROBRAS/PSP RH 2017.1, de 11 de agosto de 2017), cuja prova ocorreria na manhã no domingo, 1°, a Polícia Federal em Sergipe realizou investigações que resultaram na individualização do suspeito da fraude.

Através de cruzamento de dados feitos pelo Núcleo de Inteligência da Polícia Federal nos locais em que estavam ocorrendo o concurso, com o apoio e auxílio da Instituição Organizadora do Concurso – CESGRANRIO, a PF/SE obteve êxito em prender em flagrante um candidato que foi surpreendido com um celular ligado e contendo os gabaritos da prova.

Tal aparelho celular, segundo informações do próprio candidato detido, manteve-se ligado durante a realização da prova. Por ocasião do flagrante, ficou constatado pela perícia que o candidato iria receber os gabaritos de outros candidatos que já haviam saído do local de prova, pelo telefone celular. O candidato, que após o pagamento da fiança foi liberado, responderá pelo crime de fraude em concurso público, previsto no art. 311-A, inciso I, do Código Penal, com pena prevista de até quatro anos de prisão.

Fonte: Ascom Polícia Federal