Prefeitos de Sergipe tentam sanar pendências em programas do governo federal

Prefeitos sergipanos e secretários municipais se reuniram, nesta segunda-feira (30), no III Encontro de Gestores Públicos para tratar sobre a educação dos municípios. O evento teve a presença pela segunda vez da diretoria técnica do Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE) em Ação.

Durante o evento aconteceram palestras sobre prestação de contas, monitoramento e execução de obras, Programa Dinheiro Direto na Escola (PDDE) e Programa Nacional de Alimentação Escolar (Pnae), transporte escolar e Plano de Ações Articuladas (PAR).

Técnicos do FNDE prestaram atendimento especializado aos gestores educacionais para dar orientações e resolver possíveis pendências na execução dos programas.

O encontro foi realizado pela Federação dos Municípios de Sergipe (Fames) e, segundo o presidente, Marcos Barreto, tem como objetivo encurtar o caminho entre os gestores e o FNDE, além de encontrar soluções, esclarecer dúvidas, discutir convênios e buscar recursos para a educação.

Sergipe tem pelo menos 11 obras contratadas pelo FNDE, entre creches, escolas e quadras cobertas, que ainda não foram concluídas. Muitas creches, cuja estrutura é feita com elementos pré-moldados, tiveram as obras paralisadas após a falência da empresa licitada pelo Governo Federal para construção em todo o país.

Segundo o deputado federal André Moura, líder do governo no Congresso Nacional, este ano foram liberados mais de R$ 20 milhões para Sergipe, e para o próximo ano está prevista liberação em mais de R$ 35 milhões do Plano de Ações Articuladas (PAR).

Foto: Divulgação FNDE