Record proíbe apresentadora de dar “tchauzinho” no Domingo Espetacular

A direção da Record teria proibido a apresentadora Thalita Oliveira de dar o famoso “tchauzinho” nas chamadas e no encerramento do Domingo Espetacular, informa o Uol. 

A jornalista foi informada de que não poderá mais fazer o aceno no último dia 15. Dois dias depois, se despediu do público do programa sem levantar a mão direita, como sempre fez desde 2014, quando substituiu Fabiana Scaranzi na revista semanal.

A proibição foi consequência de uma confusão protagonizada por Thalita e Paulo Henrique Amorim no final de agosto. Na ocasião, durante a gravação de uma chamada, o veterano jornalista se irritou com o tchauzinho e reclamou em voz alta que ela queria aparecer mais do que ele. 

A publicação informa que a bronca de Amorim uniu Thalita e as outras duas apresentadoras do Domingo Espetacular, Janine Borba e Patrícia Costa. Elas foram à direção de Jornalismo acusar Amorim de assédio moral. 

Relataram que estavam cansadas de sofrer constrangimentos por parte do colega. Segundo as jornalistas, Paulo as diminuía e reclamava de tudo, da demora na maquiagem ao conteúdo das reportagens do Domingo Espetacular.

Paulo Henrique Amorim foi advertido verbalmente pela direção da Record e prometeu não repetir o comportamento. Em entrevista ao Notícias da TV, se desculpou publicamente.