Trabalhadores dos Correios encerram greve em Sergipe

Os trabalhadores dos Correios em Sergipe que estavam em greve retomarão as atividades na próxima segunda-feira, 9. A decisão ocorreu em assembleia realizada nesta sexta-feira, após uma audiência do comando nacional da greve junto ao Tribunal Superior do Trabalho (TST) para tratar sobre questões do acordo coletivo e garantias do plano de saúde, que segundo a categoria, sua desvinculação poderia abrir portas para privatização da empresa.

De acordo com a Agência Brasil, dos 31 sindicatos filiados à Federação Nacional dos Trabalhadores em Empresas de Correios e Telégrafos e Similares (Fentect), 25 votaram pela aprovação da proposta de acordo formulada pelo TST. A proposta prevê reajuste de 2,07% nos salários e benefícios, retroativo ao mês de agosto deste ano, manutenção das cláusulas sociais, compensação de 64 horas (oito dias) e desconto dos demais dias de ausência, além da manutenção das cláusulas já existentes no acordo firmado no ano passado. A questão do plano de saúde continuará sendo discutida em mediações com o TST.

Nossa reportagem entrou em contato com o secretário jurídico do Sindicato dos Trabalhadores dos Correios de Sergipe (Sintect), João Neto. Ele confirmou o retorno às atividades e avaliou o movimento de greve. “Foi um período positivo, porque há essa preocupação com a possível privatização da empresa e a consequente perda de empregos caso isso aconteça. É uma greve histórica pela mobilização nacional da categoria!”, disse.

Os trabalhadores estavam em greve desde o dia 19 de setembro. A categoria chegou a se manifestar por diversas vezes em atos e protestos nas sedes das agências e no centro da cidade.

Com informações da Agência Brasil