'Policial que não mata não é policial', diz Jair Bolsonaro

O pré-candidato à Presidência da República, o deputado federal Jair Bolsonaro (PSC-RJ) saiu em defesa dos policiais militares que tiveram participação na morte de 356 pessoas no Rio de Janeiro. As informações foram publicadas pelo jornal O Globo no domingo (26).

"Esses policiais têm que ser condecorados. Policial que não mata não é policial", disse o presidenviável nesta segunda-feira (27) durante um evento da revista Veja. O deputado também defendeu a manutenção do foro privilegiado. Outro ponto que o parlamentar disse concordar é que proprietários rurais tenham direito de portar fuzil para enfrentar movimento sem terra.

Bocão News