Trio quer ser campeão estadual novamente, agora com o Olímpico na A-2

O acesso foi bem festejado pelo Olímpico. Primeiro, na casa do Guarany, onde o Dragão da Zona Sul empatou no tempo normal e venceu nos pênaltis. Depois, em Itabaianinha. E agora a cidade se prepara para receber o jogo de ida da final do Campeonato Sergipano da Série A-2 contra o Socorrense.

No elenco azulino tem um trio que pode ser campeão estadual novamente, dessa vez da Segundona. O zagueiro Cláudio Baiano, o atacante Fabinho Cambalhota e o técnico Givanildo Sales conquistaram o Campeonato Sergipano de 2013 juntos pelo Sergipe em final contra o River de Carmópolis. Naquele ano, Cambalhota e Cláudio foram escolhidos para a seleção do campeonato e Givanildo eleito o melhor técnico da competição.

De um modo geral, a equipe do Olímpico tem muitos jogadores com experiência na primeira divisão do Sergipano. Cláudio Baiano já passou também por Itabaiana, Confiança e São Domingos; e o atacante Fabinho Cambalhota vestiu ainda as camisas do Itabaiana e Confiança.

Além deles, o zagueiro Lelo defendeu Sergipe e Dorense; o lateral Júnior atuou pelo Frei Paulistano; o volante Cabaú no próprio Olímpico, Itabaiana, Boca Júnior e Estanciano; enquanto o volante Carlinhos Arauá jogou no Boca Júnior, Sergipe, Estanciano e Olímpico; Robério Capela foi meia do Olímpico, Itabaiana, Confiança e Estanciano; o meia Dinda passou pelo Sergipe; Valber jogou no Estanciano e Eduardo defendeu o Boca Júnior.

Na final ninguém terá vantagem de resultados iguais, mas o Siri terá o direito de jogar a última partida em casa. Ou seja, em caso de empate na soma dos resultados, o chamado agregado, teremos a decisão do título nos pênaltis. 

Olímpico e Socorrense se enfrentam no próximo domingo às 15 horas em Itabaianinha no estádio Souzão. O quarteto de arbitragem já está definido para o duelo: Marcel Phillipe Martins (árbitro central), Emerson Fontes dos Santos (auxiliar 1), Rafael Nunes Santos (auxiliar 2) e Eloane Gonçalves Santos (quarto árbitro).

Globo Esporte / SE