Assalto ao Banco de Riachão do Dantas foi tramado em rede social

O assalto ao banco Bradesco da cidade de Riachão do Dantas ocorrido nessa quinta-feira, 30, foi tramado por meio de uma rede social criada especificamente para arquitetar crimes contra instituições financeiras. Foi o que disse a delegada Mayra Moinhos após tomar depoimento de um dos acusados de assaltar a agência na cidade que fica a 107 quilômetros da capital.

Hoje, 1º, pela manhã, a polícia apresentou o sujeito que confessou ter participado do assalto e detalhou a ação que levou a prisão de Izael Hora dos Santos, 30. “Magrelo”, como é conhecido, foi preso na casa dele, no município baiano de Olindina horas depois dele e mais dois praticarem o crime.

Com ele foram apreendidos artefatos explosivos, uma arma de fogo com numeração suprimida, além de um terço da quantia total subtraída pelos criminosos.

Investigação – A delegada informou que as investigações continuam em parceria com a polícia baiana, a fim de encontrar os comparsas do crime, já que Izael confessou que eles são de Salvador e que o mesmo bando já havia cogitado realizar furtos em outros municípios sergipanos.

“Nós começamos a colher com a população características dos indivíduos, do veículo utilizado e diligenciamos nas imediações em busca de câmeras, a fim de conseguirmos concluir para onde eles poderiam seguir fugindo”, declarou a delegada.

Ao ser preso, Izael não ofereceu nenhum tipo de resistência e confessou o crime. Ele afirmou que tinha cometido o delito com auxílio de dois indivíduos que residiam em Salvador (BA), mas que não sabia apontar nome e nem como localizá-los”.

Fan F1