Foliões devem lembrar de se vacinar contra febre amarela

Os sergipanos que irão visitar cidades dos estados da Bahia, São Paulo e Rio de Janeiro, principais roteiros do Carnaval no país, devem ficar atentos: estes e outros destinos estão são considerados endêmicos de febre amarela, e o viajante deve tomar a vacina antes de partir para a folia. Nestas capitais, o Ministério da Saúde (MS) decretou que haverá distribuição de doses fracionadas da vacina.

A consideração é feita com base em um relatório que aponta os municípios considerados mais arriscados para se contrair a doença. Em Aracaju, a imunização fica disponível durante todo o ano, e com o calendário já se aproximando de um período de grande fluxo de pessoas entre os estados, é importante lembrar da prevenção.

Ilziney Simões, coordenadora do Programa Municipal de Imunização da Secretaria de Saúde de Aracaju (SMS), destaca que a febre amarela pode ser perigosa. “Era mais evidente na área da Amazônia, mas o cenário epidemiológico se espalhou e o Ministério resolveu fazer a relação dos locais mais propícios. Sergipe não está entre eles”, assegura.

Os principais sintomas da endemia são dor de cabeça, vômito e mal estar. “Em 15% dos casos, no entanto, o quadro pode ser agravado, provocando hemorragia, falência múltipla dos órgãos e morte”, alerta. A vacina deve ser tomada pelo menos dez dias antes de chegar ao destino.

Entre julho do ano passado e até dia 8 de janeiro deste 2018, foram notificados 380 casos no país, com 278 deles descartados. Foram 11 diagnósticos confirmados da endemia e quatro mortes. Na região Nordeste, Sergipe não teve sequer casos notificados.

A SMS disponibiliza as vacinas contra a febre amarela nas seguintes USFs e seus respectivos dias, nos dois turnos (manhã e tarde): Dona Sinhazinha, no bairro Grageru (às quartas e sextas-feiras); Edézio Vieira de Melo, no Siqueira Campos (às segundas e quintas);  Joaldo Barbosa, no bairro América (às terças e quartas); Augusto César Leite, no Conjunto Santa Tereza (às segundas e quartas); Maria do Céu, no Centro (às terças e sextas); José Machado de Souza, no Santos Dumont (às segundas e terças); Lauro Dantas Hora, no Bugio (às quartas e sextas), e na Celso Daniel, no Conjunto Padre Pedro (às segundas e quintas).

Por Victor Siqueira
Com informações da SMS e MS