HP anuncia recall de baterias que podem pegar fogo

A HP anunciou, neste início de mês, em cooperação com várias agências reguladoras governamentais, um recall mundial estações de trabalho (workstation) móvel e notebooks cujas baterias podem pegar fogo. A substituição da peça é gratuira e foram afetados aparelhos fabricados entre dezembro de 2015 e dezembro de 2017, dos seguintes modelos: os notebooks HP ProBook 64x (séries G2 e G3), HP ProBook 65x (séries G2 e g3), HP x360 310 G2, HP ENVY m6, HP Pavilion x360, HP 11 e estações do trabalho (workstation) móveis HPZBook (17 G3, 17 G4 e Studio G3 e G4), vendidos em todo o mundo.

As baterias afetadas usam célula de bateria modelo ICP606080A2, cujo código CT (identificação equivalente ao número de série) é iniciado pelos caracteres 6GAVV, 6EZPC, 6FDWN, 6EZZE, 6EZZF, 6EVXH, 6ETGL, 6FSRV, 6FWBF ou 6FWBH, foram enviadas junto com os modelos citados acima ou vendidas como acessórios ou fornecidas em substituição ao cliente HP ou através de um prestador de serviços autorizado da marca.

De acordo com comunicada da HP, essas baterias podem superaquecer, oferecendo risco de incêndio, queimaduras, contusões e cortes aos clientes. Por este motivo, diz a empresa, é extremamente importante que o consumidor verifique se a bateria de seu aparelho deverá ser substituída. Caso possua um notebook ou uma estação de trabalho (workstation) cujo modelo esteja relacionado no programa de substituição, a orientação é que o usuário interrompa o uso da bateria imediatamente, colocando-a no Modo Segurança da Bateria, e entre em contato com a HP.

A empresa tem um programa, o HP Battery Validation Utility, que mostra se o notebook é afetado ou não pela falha e é passível de substituição. A validação com o utilitário geralmente leva menos de 30 segundos (Faça o download do HP Battery Validation Utility). Os requisitos do sistema mínimos para o utilitário são: sistema operacional Windows; Microsoft. Net Framework 4.5.2; e HP Software Framework.

Alguns modelos de notebook que são afetados pelo problema não são passíveis de substituição. Por isso, a empresa oferece uma atualização do BIOS que desabilita totalmente a bateria. Com isso, o aparelho passa a funciona somente conectado a uma tomada. No caso de não cumprir os requisitos mínimos, o usuário deve baixar o utilitário de validação de bateria totalmente carregada que instalará as definições necessárias.

A HP está preventivamente notificando seus clientes e prestará serviços de reposição de bateria para cada bateria verificada e passível de substituição, sem nenhum custo. Para clientes com cinco ou mais baterias potencialmente passíveis de substituição, a HP criou um processo para auxiliar na validação e no processo de pedido. Para obter detalhes, consulte a guia Perguntas frequentes neste site. Para verificar se a bateria do seu notebook ou estação de trabalho deverá ser substituída, o consumidor pode entrar em contato com a HP também pelo telefone 0800-709-7751 e em São Paulo, (11) 3878- 8338 (Opção 5 – Digitar o Código 709).

O Globo